Associado

Logo

10 de Maio - Mães e filhos fortalecem laços também nos empreendimentos

Empresas familiares não são novidade. Afinal, quase sempre o sonho dos patriarcas é ver os filhos seguindo um caminho dentro de seus negócios. Esse sonho não foi diferente na família da proprietária da Revil Lingerie, Vilma A. Magri Carvalho, que teve a oportunidade de ter a companhia da filha, Renata A. Carvalho desde cedo na loja. Renata trabalha com a mãe desde os 16 anos, onde teve seu primeiro emprego e relembra que foi um momento que transformou sua adolescência. “Foi complicado no início. Eu tinha que ser responsável e um exemplo para a minha mãe”.
Mesmo começando nova, Vilma e Renata reconhecem o valor positivo de trabalharem uma com a outra. “Eu exigia muito dela, procurava passar tudo o que eu sabia para que ela se tornasse uma pessoa responsável e honesta”, conta Vilma.

Hoje, elas não se desgrudam. Renata tem total apoio da mãe para conduzir a loja, porém, a filha não dispensa a presença e a procura em todas as ocasiões. “Quando ela não está aqui, eu ligo o dia inteiro. Não pelo medo dela não estar para as decisões, mas pela falta que me faz”, conta Renata, que explica como o sentimento das duas se fortaleceu ainda mais com a oportunidade de trabalharem juntas.Ela não deixa de agradecer a mãe por ter a colocado nesse caminho desde cedo, e não esquece o quanto foi primordial para seu desenvolvimento nos negócios. Além disso, as duas ressaltam que até os dias de hoje, existe troca de experiências, muitas vezes maior do que acontecia no começo da parceria.


Trabalhar entre mãe e filha, só fortaleceu os laços
de Renata e Vilma, proprietárias da Revil Lingerie

Não imaginando o trabalho sem a presença da filha, Vilma conta das dificuldades de um empreendimento, de seus altos e baixos, que puderam ser enfrentados caminhando lado a lado com Renata. “Nós nos amamos muito. Nossa cumplicidade é inexplicável, ter ela ao meu lado é o melhor presente que eu poderia receber e poder deixar algo para ela cuidar, sabendo da sua responsabilidade, é mais um presente pra mim”, conta emocionada.
Maria Regina Ortolan Calderari, também tem a felicidade de trabalhar ao lado de seus filhos Evandro, Thalita e Thaiane Ortolan Calderari. Dona de cinco lojas da rede Drogalim, a proprietária conta que sempre teve o apoio dos filhos, que desde pequenos se dedicavam aos estudos e desempenhavam na loja as mais simples funções e foi a partir disso, que chegaram na direção nos dias atuais. O mais velho, Evandro, começou quando tinha 14 anos, como office-boy. Thalita, hoje fisioterapeuta, veio para a rede com 15 e substituiu o irmão que seguiu a carreira da família e se dedicou a faculdade de farmácia. Já Thaiane também chegou com 14 e começou as atividades como conferente de caixa. “Tudo isso foi há 20 anos atrás, hoje meus filhos já têm suas respectivas funções, Evandro no setor de compras e tecnologia, além de farmacêutico, Thalita do setor financeiro e conta com a ajuda da irmã, Thaiane”, conta Maria Regina, orgulhosa.


Thalita, como a mãe, não enxerga dificuldades no trabalho em família, uma vez que é possível ver que todos têm o mesmo objetivo, procurar sempre o melhor para a empresa. “O único inconveniente é quando alguém toca nos assuntos de trabalho durante o almoço de domingo. Sempre falamos: ‘hei, deixa essa para segunda-feira’”, brinca.A mãe Maria Regina, não esconde a felicidade de ter os filhos no mesmo ramo. Para ela, a troca de experiência, é uma das partes mais gratificantes, “a maneira como administrávamos antes e as mudanças aplicadas por eles, me mostraram que a vida é um eterno aprendizado, vindo a acrescentar para ambas as partes”, ressalta.


Todos da família Calderari se dedicam à Drogalim. Na foto:
Cristina, Evandro, José Roberto, Maria Regina, Thaiane
e Thalita


Já os filhos não escondem a felicidade de contar com Maria Regina, que procura sempre ajudá-los quando existe alguma dúvida em relação à gestão da empresa. “Ficamos muito orgulhosos em ver a disposição da nossa mãe em realizar os trabalhos e ver os negócios crescerem junto com a gente”, conta Thalita.A família Ortolan Calderari ressalta a grande harmoniza que existe entre eles. Thalita explica que seria muito difícil administrar a empresa se não tivesse Maria Regina e os irmãos. “Como em toda empresa existem altos e baixos. É muito bom tê-los por perto com toda experiência e nossa união. Agradecemos sempre a Deus por ter nossa família unida e voltada para um bem comum”.Durante a vida profissional, é preciso que a felicidade e a realização venham em primeiro lugar. Mas, se for a empresa da mamãe, melhor ainda