Associado

Logo

Happy Hour do CME marca comemorações do Outubro Rosa na ACIL

Uma campanha de extrema importância e que anualmente mobiliza o mundo inteiro ao tratar sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, a cada ano o Outubro Rosa estimula e conquista mais e mais pessoas, e em Limeira o envolvimento também é intenso.

Várias empresas e entidades vestiram a camisa para apoiar e incentivar os diversos eventos que estão sendo realizados na cidade para conscientizar a comunidade sobre esse assunto, como o Conselho da Mulher Empreendedora da ACIL, que pela nona vez realizou seu Happy Hour em prol da Alicc - Associação Limeirense de Combate ao Câncer, que tem a missão de desenvolver uma cultura de prevenção ao câncer, atendendo as necessidades sociais de informação e tratamento dos doentes, visando a sua saúde e qualidade de vida.

Neste ano o evento, promovido na noite de quinta-feira, 9, contou com a presença de mais de cem pessoas, incluindo homens e mulheres, afinal o câncer de mama pode atingir ambos os sexos, apesar da incidência de casos ser maior no sexo feminino. “O Outubro Rosa é uma campanha muito especial já que ela tem o papel de conscientizar a sociedade sobre a importância da mamografia, que hoje é o principal exame para o rastreamento da doença e, principalmente para sua detecção precoce”, afirma o Dr. Leonardo Lage, formado em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, com Residência Médica em Radioterapia no Instituto Nacional de Câncer (INCA) e Radioterapeuta do Centro de Oncologia Limeira - Santa Casa.

Durante o Happy Hour o médico pode transmitir um pouco do seu conhecimento sobre o assunto, trazendo várias ilustrações para simplificar e auxiliar os participantes a compreenderem com mais facilidade o que é o câncer, como surge, como deve ser feito o auto exame, além de trazer dados estatísticos em escala mundial, inclusive de Limeira. Ele também enalteceu a preocupação da comunidade médica com o quadro atual da doença, visto que o câncer de mama é a maior causa de morte por câncer nas mulheres, segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA).

O evento teve caráter beneficente e cerca de 600 unidades de fraldas foram arrecadas para serem revertidas para a Alicc, que está recebendo o apoio de muitas empresas e entidades neste mês tão especial. “É muito importante ressaltar as parcerias que nós fizemos para estes eventos e eu queria salientar a participação da ACIL, que todo o ano, de uma forma muito carinhosa e com muito empenho, prepara esse Happy Hour”, disse a presidente da Associação Limeirense de Combate ao Câncer, Ana Lúcia Patrício Batistella.

Para a superintendente do CME, Vera Mattiazzo, a noite foi maravilhosa, “o Outubro Rosa já está fazendo parte da cultura do brasileiro, que está aprendendo a prevenir, a se cuidar, a prestar mais atenção na sua saúde antes que as coisas aconteçam e esses movimentos e ações são fantásticas, pois trazem muita informação e resultado na vida das pessoas”.
 

Além da palestra, vídeos com depoimentos de pacientes que enfrentaram o câncer de mama foram transmitidos aos participantes, que puderam sentir um pouco dos sentimentos daqueles que passaram por esse desafio. Para descontrair também foi realizado sorteio de vários presentes cedidos pelos patrocinadores do Happy Hour. O destaque da noite também ficou por conta da animada participação da trupe “Comprimidos da Alegria”, que contribuiu com o sucesso do evento promovendo várias brincadeiras, músicas divertidas e interagindo o tempo todo com os presentes, que adoravam as intervenções das palhaças. “Estamos atuando a dois anos na cidade, na Santa Casa de Limeira, e nosso intuito é levar a alegria e liberar a endorfina para que as pessoas fiquem alegres no ambiente hospitalar”, conta a fundadora do grupo, Gislaine Honorato, que junto com suas colegas apoia o movimento pela importância que tem para a conscientização da população. “Eu mesma já fui diagnosticada, tirei nódulos e passei por esse processo, então mantemos o nosso foco a fim de ajudar outras mulheres a superarem esse desafio”, completa.
 

A farmacêutica Cristina Calderari participou do Happy Hour e gostou muito do evento. “Por causa da minha profissão entendo um pouco sobre a doença e achei muito significativo passar todas as informações sobre o câncer de uma forma simples, como foi feita aqui”, afirma. Ela ainda ressalta que a campanha deveria chegar mais nos bairros e periferias da cidade, que muitas vezes sofrem com a falta de conhecimento.

O principal objetivo do Happy Hour organizado pelo CME é conscientizar e mobilizar homens e mulheres a se cuidarem mais, fazer o auto exame, a mamografia e procurar informações, “é através desses exames que as pessoas vão saber se está ocorrendo alguma coisa de anormal, por isso a necessidade da gente sempre se cuidar”, finaliza a presidente da Alicc.