Home

Associado

Logo

110V ou 220V: qual é a diferença?

Há diversos tipos e marcas de eletrônicos e eletrodomésticos disponíveis para o consumidor. Além dos vários modelos encontrados no mercado, é preciso ficar atento a outro ponto importante: a voltagem do aparelho, pois dentro de uma casa pode haver tomadas com saída 127 volts (popularmente conhecida como “110V”) e 220 volts.

Esta não padronização de energia no Brasil é algo que já vem desde sua implementação em cada região, é o que conta Ederson Marcelo da Silva, gerente de vendas da Elemetron Materiais Elétricos. “Diferentes companhias se estabeleceram em cada local, e adotaram um princípio próprio que leva em consideração custos de materiais, cabos, quantidade de pessoas por metro quadrado etc. Por exemplo: a região Sudeste optou por 127V e Nordeste por 220V, por isso há aparelhos nas duas versões, do contrário ficaria inviável pois os equipamentos funcionariam apenas em determinada localidade.”

Esta diferença de energia não afeta em nada o funcionamento de um aparelho, desde que ele esteja com a voltagem correta. “No caso de um aparelho 220V em uma tomada 127V, por exemplo, ele não funcionará ou o fará com capacidade reduzida. No caso contrário, o aparelho que possui menor voltagem que a tomada pode ser danificado”, conta Silva. Existem alguns mitos em ralação a estes aparelhos, como por exemplo que os aparelhos 220V economizam mais energia; ou que se retirar um dos pinos do plug 127V e colocar em uma tomada 220V ele funcionará também é mentira, pois pode danificar o produto.

Existem alguns cuidados na hora de escolher um eletroeletrônico ou eletrodoméstico, para que não hajam surpresas desagradáveis após finalizar a compra. “Primeiro de tudo é verificar se este possui o selo do Inmetro, que é o órgão responsável por certificar o aparelho. Depois recomenda-se optar por marcas mais conhecidas e confiáveis no mercado, assim o cliente terá feito uma ótima compra”, finaliza o gerente de vendas.