Home

Associado

Logo

Como se preparar para a volta às aulas

Para muitas pessoas, além de voltar a rotina de trabalhos após as festas de fim de ano, em janeiro é o momento de organizar o retorno as aulas de seus filhos. É preciso pensar na compra dos materiais escolares e planejar possíveis mudanças na rotina dos jovens e crianças, como uma nova escola ou o início de um curso profissionalizante.

São várias opções de cadernos, lápis, mochilas, estojos, canetas, entre outros produtos que compõem as listas pedidas pelas escolas. “O que muda normalmente é a preferência por determinados personagens, e as empresas costumam acompanhar o que está em alta. Temos produtos com o novo filme do Thor, Princesas Disney, Star Wars, A Bela e a Fera, Super Heróis entre outros”, diz Cristiano Henrique Greve, proprietário da papelaria Caramarela. 

O comerciante salienta que os pais devem observar se a marca e produto oferecido pela papelaria apresentam o selo do Inmetro, pois este garante a qualidade e segurança do material. “Ele assegura que não haja pontas afiadas, materiais tóxicos, peças soltas etc. Aqui na Caramarela nós só trabalhamos com produtos de primeira linha e certificados pelo Inmetro”, explica Greve. Ele acrescenta que esta segurança permite, por exemplo, que os pais mandem a lista para a papelaria via WhattsApp para cotação e compra, tendo apenas que retirar os materiais na loja, sem a necessidade de sair de casa e pegar filas.

A procura por escolas particulares de ensino infantil e fundamental também aumenta com o inicio do ano. “O ensino particular traz uma qualidade melhor de ensino, onde preza-se pela excelência. Ele possui a vantagem de estar sempre a frente no que diz respeito a atualização e processos educacionais trazendo aulas diferenciadas, como as classes de robótica e informática, que são oferecidas pela nossa escola”, conta Renata Brandão Faria Zanetti que é diretora, mantenedora e professora Mestre do Colégio Tarsila do Amaral.

Além de uma estrutura mais completa em relação a materiais e modernização de conteúdo, outro ponto positivo no ensino particular é a segurança. “Desde o momento que o aluno entra na instituição, temos um profissional posicionado no portão que conhece todas as famílias e pessoas que levam e buscam o aluno. Na saída eles são chamados um por um, e nunca são entregues a uma pessoa que não esteja previamente autorizada”, explana a diretora. Além disso, ela aponta que é fundamental que os pais estejam atentos na hora da escolha da instituição. “Ele deve estar atento ao que ele quer para a família dele, e se a escola reflete este desejo. Também é necessário certificar-se que a instituição esteja regularizada, através da Diretoria de Ensino. Se possível agende uma visita pessoal na escola para conhecer e sanar possíveis dúvidas.”

Os cursos técnicos também estão entre os mais procurados, principalmente pelos jovens que querem se preparar para o mercado de trabalho. “A dica que damos é não ter medo de iniciar um curso, ou até mesmo trocá-lo caso não haja identificação com o mesmo. O ensino técnico costuma ser rápido, e possibilita um crescimento gradativo dentro de uma empresa”, diz Gabriel Cazzeri Innocencio Figueiredo, diretor administrativo do Procotil Educacional.

Os cursos mais procurados atualmente dentro da escola são os de Técnico em Química e o Técnico em Enfermagem. “O melhor seria que as pessoas iniciassem a capacitação técnica durante o ensino regular, antes de ingressar uma faculdade. Isto lhe permite ter uma experiência bem maior”, acrescenta Figueiredo. O diretor também salienta a importância de se procurar por instituições de ensino que estejam devidamente homologados no Ministério da Educação. “Além de procurar informações dos órgãos oficiais, deve-se buscar por referências de pessoas quanto à qualidade e metodologia de ensino da instituição em que se quer matricular”, finaliza.