Home

Associado

Logo

O que é um aterramento elétrico?

Um choque elétrico pode ser fatal para uma pessoa, e diversos fatores podem influenciar neste resultado como o valor da corrente elétrica, do local (solo seco, molhado, metal etc.), tipo de contato com a rede, entre outros. No caso de uma pessoa que encoste em uma fase energizada e esteja com os pés molhados, por exemplo, a corrente elétrica irá percorrer o tórax e passar pelos órgãos vitais, e isto pode ser fatal.

Para prevenir que alguém toque em algum aparelho elétrico ou eletrônico que não esteja isolado corretamente, e assim tome um choque, existem os aterramentos. Ele tem por objetivo controlar a voltagem em relação ao potencial de terra dentro dos limites previstos. “Nele é ligado um condutor fase, ou o que é mais comum, o condutor neutro à terra. Isso permite que a corrente passe através do condutor do aterramento ao invés do corpo da pessoa”, explica Valentim Alves Quintella Filho, que é engenheiro elétrico e pós graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho, e é responsável técnico da Walight Serviços Elétricos.

A avaliação e instalação de um aterramento elétrico deve sempre ser feita por um profissional capacitado, habilitado e qualificado por um sistema Oficial de Ensino. “A NR-10 aponta isso no item 10.8. Como exemplo de profissionais qualificados podemos citar os técnicos eletricistas, técnicos eletrônicos e eletricistas. Como profissionais habilitados há os engenheiros elétricos”, conta o engenheiro elétrico.

Depois de ter feito a instalação do aterramento por um profissional, seguindo todas as normas técnicas de segurança, as instalações elétricas deverão ser inspecionadas periodicamente para garantir seu funcionamento. “Estas deverão ser avaliadas através de laudos periódicos, de acordo com a NR-10 e das normas da ABNT”, finaliza Quintella Filho. Segundo ele, em 2017 foram registrados 850 óbitos por choque elétrico no Brasil, grande parte em instalações residenciais.