CARTA ABERTA: ACIL e Sicomércio em prol da vida e da economia

11/03/2021

Estamos vivendo um momento crítico. Uma crise que afetou famílias, nossa economia, tirou vidas e mudou drasticamente todo o nosso cotidiano.

O mundo vive uma calamidade pública de saúde e o Brasil se encontra em estado crítico, e caminhamos para um cenário de descontrole, caso não nos mantenhamos unidos.

A Associação Comercial e Industrial de Limeira (ACIL) junto ao Sindicato do Comércio Varejista de Limeira (Sicomércio) mantém um diálogo aberto com o Poder Público, a fim de encontrar soluções práticas e rápidas para a crise que se instalou mundialmente no ano passado, e que continua a impactar nossas vidas, empresas e familiares. Todos os esforços e ações cabíveis estão sendo tomados com base na conversa e necessidades coletivas, assim como da classe empreendedora e de outros setores, de forma que os impactos negativos sejam minimizados.

Compreendemos a frustração dos empresários que mais uma vez estão vendo suas empresas fechadas, em virtude da adoção de medidas de combate ao avanço da pandemia. Porém, todas as restrições impostas figuram no âmbito estadual, de acordo com o Decreto nº 65.545, de 03/03/2021. Dessa forma, nos encontramos de mãos atadas quanto à flexibilização das atividades comerciais em nossa cidade.

Mas todas as medidas estão sendo adotadas para que este quadro seja revertido. Nossa cidade já aumentou o número de leitos disponíveis para atendimento, criou em abril do ano passado a URC (Unidade Referência ao Coronavírus), o ARC (ambulatório exclusivo ao atendimento de pacientes) e vacinação contra à covid-19 (os grupos prioritários foram antecipados no município). Neste momento, o maior foco de nossas governanças deve ser a vacinação em massa de toda a população. E a questão aqui tratada não é sobre a morte, mas sobre a vida. Vacina é vida. A vida das pessoas, das empresas e do emprego. É através dela que poderemos retomar o Brasil em seu pleno desenvolvimento.

Em relação às manifestações que estão sendo organizadas, são reconhecidamente legitimas, desde que sejam realizadas pacificamente e que fundamentadas em pautas realistas e de interesse coletivo. Não devemos deixar que a emoção sobreponha a razão, e assim perder o foco daquilo que é mais importante no momento, que é frear a propagação do vírus e evitar um impacto ainda maior em nossas empresas e economia.

Mais uma vez ressaltamos que temos que nos manter unidos, focados em cumprir todos os protocolos de segurança para que possamos voltar a nossa rotina, com nossas empresas abertas para atender o público. Reforçamos mais uma vez que o momento que vivemos no país é crítico e exige a colaboração e conscientização de toda a população.

Não é um momento fácil. Esta é uma crise nunca vista pela nossa geração, mas que com determinação, perseverança e união nós conseguiremos superar mais este obstáculo.

Juntos somos mais fortes!

ACIL e SICOMÉRCIO

tags: ACIL, Pandemia, Flexibilizaçao, COVID-19, Limeira, Empresarios