Facesp apresenta plano para Governo do Estado para retomada do comércio

29/04/2020

A iniciativa prevê o retorno das atividades nos municípios que estejam com baixa incidência de coronavírus

Alfredo Cotait Neto, presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), apresentou ao governador João Doria o Plano Facesp, que prevê a retomada das atividades econômicas em municípios do Interior que apresentem baixa incidência de casos de coronavírus e contam com redes de saúde adequadas para o atendimento dos pacientes. 

O Plano Facesp foi apresentado durante a participação de Cotait no Comitê Empresarial Econômico, formado por entidades da sociedade civil e pelo governo estadual e que avalia os impactos do coronavírus na economia do Estado e, ainda, debate o Plano São Paulo de reabertura gradual e as medidas para a recuperação econômica. A reunião, por videoconferência, foi realizada no dia 29 de abril. 

A proposta da Facesp visa a reabertura regionalizada da economia, tendo como base o número de pessoas contaminadas, a população e os leitos hospitalares (redes pública e privada) disponíveis. De acordo com o levantamento realizado, das 22 regiões do Estado,15 apresentam baixa incidência de casos de COVID-19 e contam com uma estrutura de saúde apropriada, o que possibilitaria a reabertura em 1º de maio. 

“O objetivo do Plano Facesp é, por meio dos dados apresentados, auxiliar o governo do Estado na tomada de decisões, neste momento inédito da nossa história”, ressaltou Cotait. “Há regiões como a Alta Noroeste, Araçatuba, Vale do Paranapanema, Marília e Franca, por exemplo, que estão fechadas economicamente, registram baixíssimos níveis de incidência do vírus, e teriam totais condições de retomarem o comércio neste momento”, afirmou. 

Cotait ressalta que, quando e se estas regiões entrarem na rota do coronavírus, “o impacto será ainda mais extremo, uma vez que já estão paralisadas há mais de um mês, mesmo tendo condições sanitárias e de saúde de funcionarem”. “O Plano é uma fotografia a qual mostra que há cidades que, neste momento, pode ter o comércio funcionando, o que, na prática, significa a manutenção de empregos e a retomada de negócios”, destacou. 

Para que estas regiões voltem a funcionar, as Associações Comerciais, com apoio da Facesp, passarão a fazer um amplo trabalho de divulgação e acompanhamento dos protocolos-padrão que precisam ser seguidos pelos mais diferentes segmentos.

O Plano Facesp pode ser acessado na íntegra clicando aqui: www.facesp.com.br/midia/plano-facesp/plano-facesp-retomada-das-atividades-v5-completo.pdf. 

Associações Comerciais

Além da apresentação do Plano Facesp, Cotait aproveitou a reunião do Comitê para colocar à rede de Associações Comerciais à disposição do governo estadual e, assim, ajudar na operacionalização da oferta de crédito às Micro e Pequenas Empresas (MPEs). 

“Também sugeri ao governador a criação de uma comissão para intermediar a obtenção de novos recursos junto ao Governo Federal. Recursos estes que seriam disponibilizados pelo Banco do Povo e pelo Investe SP com apoio da rede de Associações Comerciais”, afirmou Cotait.

Fonte: Facesp