Grandes empresas estão de olho na maternidade

A maternidade é um momento mágico para a maioria das mulheres, e por incrível que pareça há muito o que aprender nesta fase da vida. Algumas habilidades podem ser desenvolvidas durante a criação dos filhos, e estas mulheres tendem a se destacar em seu meio profissional.

Segundo Elza Veloso, especialista em carreiras e professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, a maternidade desenvolve a resiliência e boa capacidade de adaptação a problemas inesperados. Não estranhamente, estas são exatamente as habilidades procuradas por empreendedores em candidatos para postos de liderança e gestão.

Segundo uma pesquisa recente feita pelo CareerBuilder, que é o maior site de empregos dos Estados Unidos, a experiência de mães e pais pode ser realmente relevante para o meio corporativo. Para o estudo, foram ouvidos cerca de 2.140 gerentes que, na época, estavam contratando profissionais para alguma vaga.

Seja por insegurança ou experiências negativas, muitas mulheres deixam seus cargos durante a maternidade. Para tentar contornar esta ideia e tornar o mundo coorporativo mais confortável para estas competentes profissionais, diversas empresas passaram a criar e empregar políticas sociais de inclusão.

A PepsiCo, por exemplo, possui um programa que procura por profissionais que estejam afastados a mais de dois anos, oferecendo um treinamento intensivo para realoca-los ao mercado de trabalho. Com duração de 10 semanas, o “Ready to Return”, torna estas pessoas capacitadas para atuar em áreas de RH, finanças, operações ou vendas.

Outro exemplo é o Contrate Uma Mãe, um banco de currículos online especializado na recolocação de mães no mercado. Acessando o www.contrateumamae.com.br, é possível que mulheres cadastrem seu currículo, inclusive com uma área de destaque para habilidades desenvolvidas especificamente com a maternidade. Também há uma área de acesso para empresas, que podem cadastrar as vagas que sejam direcionadas para estas mulheres.

Voltar ao mercado de trabalho pode ser um momento de dúvidas e até mesmo de culpa para estas mulheres. Porém, o mais importante é não deixar este sentimento interferir no desempenho, além de ter sempre em mente que cada vez mais mulheres estão conciliando a maternidade com sua carreira (algo que não é novidade), e com isso alcançando pleno sucesso profissional e pessoal.