Médica alerta sobre combate ao mosquito da dengue

22/01/2020

Com as chuvas mais frequentes e as altas temperaturas do verão aumentam os fatores de risco para a reprodução e proliferação do mosquito Aedes aegypti. O alerta é da médica infectologista, dra. Maria Beatriz Bonin Caraccio, que há 22 anos atua na área de infectologia do Hospital Unimed Limeira.

Segundo a médica cooperada da Unimed Limeira, além da dengue, o Aedes aegypti é transmissor da Febre Amarela urbana, Zyka e Chikungunya. “Essas são doenças graves e não podem ser negligenciadas em tempo algum. Devemos redobrar os cuidados para eliminar o vetor, principalmente nesta época do ano”.

O combate ao mosquito transmissor é a maneira mais eficaz de diminuir os casos. Os ovos depositados por Aedes duram até 1 ano, e podem eclodir e proliferar mesmo em águas sujas. Levantamento feito pelo Poder Público aponta que 80% dos criadouros estão dentro das casas.

Medidas de Prevenção:

- Não deixe água parada em pneus, baldes, garrafas, pratos de plantas, ralos, ou qualquer outro recipiente;

- Cubra caixas d’água e piscinas;

- Instale telas em janelas e portas;

- Faça vistorias no quintal e na casa uma vez por semana;

- Alerte seus vizinhos para que também evitem criadouros;

 -Use roupas compridas e repelentes nas áreas expostas.

Pratique os 10 minutos contra a Dengue semanalmente, fazendo vistoria em todos os locais com possíveis criadouros.