Pagamento do Simples Nacional é adiado por três meses

26/03/2021

Com isso os valores referentes a abril, maio e junho podem ser pagos parcelados em dois meses a partir de julho

A crise causada pela COVID-19 continua a castigar o empresário brasileiro e como forma de tentar amenizar este impacto na economia, o Comitê Gestor do Simples Nacional aprovou, no dia 24 de março, o adiamento do pagamento das parcelas dos meses de abril, maio e junho dos impostos do regime para micro e pequenas empresas, o que inclui também o Microempreendedor Individual (MEI).

Esta medida já havia sido utilizada em março do ano passado, quando a prorrogação foi de seis meses.

Com isso, estes valores poderão ser pagos a partir de julho ou até mesmo parcelados a cada dois meses, além do pagamento normal do mês vigente que continua a ser cobrado normalmente. Sendo assim, o valor que teria vencimento em abril poderá ser dividido (50% - 50%) com pagamento em julho e agosto; o de maio em setembro e outubro e o referente a junho em novembro e dezembro.

O que é o Simples

O Simples Nacional é um regime que engloba uma série de impostos que são aplicados nacionalmente em micro e pequenas empresas.

Nele estão inclusos arrecadações como do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ), Programa de Integração Social e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep), Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), entre outros tributos.

tags: simples-nacional, pagamento, parcelamento, fisco, DAS, tributos