Seguro garantia: uma forma de transparência nos negócios

O seguro garantia é um produto que cobre quaisquer quebras de contrato, na forma de uma multa estipulada. Atualmente ele é amplamente utilizado por empresas estatais e de economia mista, já que este se torna uma forma de garantir o ressarcimento caso o produto ou serviço contratado não seja entregue ou sofra atrasos, por exemplo, o que pode causar prejuízos ao contratante.

Para os sócios proprietários da R1 Seguros, Alexandre Vieira Alves e Rinaldo Bertolotto, os contratos entre pessoas jurídicas da iniciativa privada tendem também a ser cada vez mais respaldados por este tipo de seguro. “É uma vantagem para ambos os lados. Para o contratante, é a garantia de que o que foi acordado será entregue ou ele receberá uma quantia em troca; e para o contratado é uma forma de transparência, onde ele atesta a qualidade e seriedade de seus trabalhos”, conta Vieira.

Qualquer empresa pode solicitar um seguro garantia, basta procurar uma corretora de seguros especializada e apresentar o contrato com as cláusulas e valores acordados. “Algumas das vantagens que podemos citar são as menores taxas para utilização; o curto prazo para se emitir a apólice, que aqui chega a ser no máximo cinco dias úteis; não reduz capital de giro junto aos bancos e não causa impacto negativo no balanço da empresa”, aponta Bertolotto.

Com o seguro garantia, não há comprometimento de crédito em instituições financeiras, e por isso deve-se preferir a sua contratação através de seguradoras. “Ao procurar uma corretora de seguros especializada e de confiança para adquirir este produto, o empresário tem à sua disposição profissionais que irão realizar uma análise do seu perfil e dos riscos envolvidos, e com isso estipular uma cobertura que não será maior ou menor do que a que ele precisa. Isto gera, por exemplo, uma economia e segurança muito maior do que uma fiança bancário”, finalizam os sócios proprietários da R1 Seguros.