Associado

Logo

Dia D - Ofensiva contra a dengue visitou mais de 3 mil imóveis na região central

A ofensiva contra a dengue realizada pela Prefeitura de Limeira, em parceria com a ACIL, Sicomércio e Sinecol, na sexta-feira, 27 de março, no Centro da cidade, resultou na visita a 3.147 imóveis e na identificação de 525 criadouros do mosquito Aedes aegypti.
A entrada dos agentes não foi autorizada por 55 pessoas. A operação localizou, ainda, a presença de 140 pontos de lixo doméstico e de 30 residências de acumuladores, onde a limpeza foi feita desde segunda-feira, 30. No domingo, 29, agentes do Centro de Controle de Zoonoses voltaram ao Centro para fazer a nebulização de 211 imóveis comerciais, que foram identificados previamente nas visitas. A ação recebeu a participação de 673 pessoas, incluindo servidores, 55 atiradores do Tiro de Guerra, 84 integrantes da Polícia Militar e de 42 voluntários da ACIL, Sinecol e Sicomércio, Seller Magazine, Varejão Oba, Brasveda, Casa do Tubo, Medical, Covabra e Magazine Luiza.
Segundo a voluntária do supermercado Covabra, Andreia Gomes, além de ajudar as pessoas, ela também teve a oportunidade de aprender um pouco mais sobre a dengue. “É bom saber que todas as empresas e o comércio estão colaborando”. Para Renato Wollmer, da ACIL, a mobilização precisa ser generalizada. “Cada um tem de fazer a sua parte, para que exista uma efetividade maior dos trabalhos”. A mobilização recebeu, ainda, a contribuição de 67 patrulheiros do Centro de Aprendizado Metódico e Prático de Limeira (CAMPL). Na opinião da patrulheira Ynaraí de Souza Felisberto, de 16 anos, é necessário ajudar na prevenção para reduzir os casos de dengue. “Muitas pessoas ainda não sabem como se prevenir”.

A fiscalização ocorreu no perímetro compreendido entre a rua Barão de Cascalho, Estação Ferroviária, Pátio Limeira Shopping e Covabra. Devido a grande participação de voluntários, foi possível ampliar a área de atuação para as avenidas Piracicaba, Fabrício Vampré e Maria Buzolin, além dos bairros Vila Soão e Boa Vista.De modo geral, a ação foi bem recebida pelos comerciantes e moradores, que apoiaram os trabalhos. Para Bruno Silva da empresa Val Estacionamento, por exemplo, a vistoria presencial é de extrema importância, “porque além de procurar possíveis focos, é uma maneira de orientar e expor mais medidas para a prevenção. Pois, infelizmente, ainda temos pessoas que não a fazem corretamente”, afirma.No Hotel Nacional Inn, onde nenhum foco foi identificado pelos voluntários, a prevenção é levada a sério. “Estamos fazendo nossa parte. Eu já contraí dengue e senti na pele o quanto essa doença é terrível e prejudicial. Aqui no hotel nós já tivemos cerca de seis funcionários com dengue que se afastaram, então é importante que cada um faça sua parte”, enaltece a gerente Lúcia Helena Pontes.
Para Valter Zutin Furlan, presidente da ACIL, a parceria firmada entre as entidades e Prefeitura Municipal é de extrema importância no combate efetivo ao mosquito transmissor da dengue, visto o estado crítico que a cidade se encontra. “Nossa união é fundamental para eliminarmos os focos da dengue. A população já sofreu muito, e essa mobilização entre a Prefeitura Municipal, entidades e população limeirense só pode trazer resultados positivos”.


O Hotel Nacional Inn, que recebeu a visita de dois
voluntários da ACIL, mostrou exemplo de prevenção e
conscientização contra a dengue.
 


Agentes do Centro de Controle de Zoonoses voltaram
ao Centro no domingo para fazer a nebulização de
211 imóveis comerciais
 


Estabelecimentos comerciais livres de criadouros do
mosquito da dengue receberam o Selo Verde “Aqui tem
consciência e responsabilidade”